O chamado“pé diabético” acontece quando uma área traumatizada dos pés gera uma úlcera. O problema surge quando os níveis de glicose não estão controlados por muito tempo e a circulação sanguínea é deficiente nessa região. Por isso, qualquer ferimento deve ser tratado o quanto antes para evitar complicações e até mesmo o risco de amputação do membro afetado.

O diabetes se caracteriza pela ausência de insulina ou pela incapacidade deste hormônio em administrar a glicose (açúcar) no sangue. A glicose é a principal fonte de energia do organismo, mas em um caso de diabetes, o nível de açúcar aumenta e sobra na circulação sanguínea em vez de penetrar as células para ser usado como recurso energético.

Manifestações

As diversas alterações do pé diabético não são infrequentes, uma vez que se manifestam por qualquer anormalidade nos pés, seja de temperatura, cor, deformidade dos ossos ou dos tecidos, presença de inflamação ou infecção, formigamento, sensação de queimação etc. Porém, como a região é pouco vascularizada, é possível que o indivíduo diabético não note possíveis lesões nos membros ou sequer as sinta porque sua sensibilidade fica seriamente prejudicada devido à neuropatia. Por isso, para o diabético, é muito importante estar atento aos pés e inspecioná-los frequentemente assim como sempre deixá-los secos.

Fatores de risco

O maior fator de risco para desenvolver um pé diabético é o descontrole da glicose. O diabetes precisa estar muito bem controlado para não gerar nenhuma complicação assim como outras doenças decorrentes desta enfermidade crônica. É também importante que o diabético tenha muita atenção ao cortar as unhas dos pés, que os mantenha aquecidos e protegidos, que escolha sapatos confortáveis, evite andar descalço e que não os deixe na mesma posição por muito tempo, pois pode levar a um mal perfurante plantar que é a principal complicação da neuropatia diabética.

Especialmente se você é diabético, mantenha seus exames em dia e, ao notar qualquer anormalidade em seus pés, consulte o dermatologista imediatamente.

Fonte: SBDRJ