Os olhos representam um ponto marcante no rosto de qualquer pessoa e a coloração marrom ou arroxeada da pele da região periocular é conhecida como olheira. Antes de propor qualquer tratamento para amenizar a olheira, o dermatologista precisa identificar a causa principal em cada paciente.

Portanto, podemos dividir as causas de aparecimento das olheiras em:

  • Vascular: causadas pelo aumento da vascularização e/ou pela congestão dos vasos que estão na região periocular, em geral, a olheira de origem vascular tem a coloração que varia do rosa ao arroxeado.
  • Pigmentar: causadas pelo aumento da melanina na pele da região, o que provoca o surgimento de uma alteração da cor da área que varia entre os diferentes tons de castanho; a causa dessa pigmentação pode ser constitucional nos pacientes de origem indiana, asiática ou árabe, ou residual a algum processo inflamatório, como alergias, por exemplo.
  • Profunda: causada pela anatomia óssea e de gordura do rosto do paciente, em que a região periocular se encontra mais “funda” do que as áreas ao redor, levando a um efeito de escurecimento por conta da sombra provocada por esses desníveis.
  • “Edema”: muitas vezes, os pacientes apresentam edema por mudanças transitórias e fisiológicas ou pela presença de bolsas de gordura.

Diante dessas causas, podemos indicar diferentes tratamentos para amenizar as olheiras. As olheiras de origem vascular podem ser amenizadas com tratamentos à base de laser Nd-Yag e luz intensa pulsada. Compressas geladas podem ser usadas quando se deseja um efeito imediato, apesar de efêmero. As olheiras de origem pigmentar podem ser tratadas com cremes clareadores específicos peelings e lasers ou luz intensa pulsada. As olheiras profundas, são tratadas com preenchimento com ácido hialurônico apropriada para essa região, e feito por médico experiente na técnica. E a olheira causada pelo edema, pode ser amenizada com compressas geladas, mas no caso da presença de bolsas de gordura, o tratamento mais indicado é a cirurgia plástica (no caso, blefaroplastia). Na mão de dermatologistas muito experientes, o preenchimento com ácido hialurônico também pode ajudar a disfarçar essas olheiras edemaciadas.

A avaliação individual de cada paciente deve ser feita pelo dermatologista para que o tratamento mais adequado seja indicado. Entretanto, é muito difícil eliminar as olheiras de forma definitiva por conta da tendência de cada um e por conta da fragilidade da pele dessa região. Apesar disso, é possível manter o problema controlado por meio dos tratamentos e de hábitos como boas horas de sono, atividade física e boa alimentação.

Consulte o seu dermatologista!

Fonte: SBDRJ